Leia a íntegra desta notícia no site da Liga de Combate ao Câncer de Bento Gonçalves, entidade sem fins lucrativos cuja missão é ajudar e apoiar pessoas com a câncer e auxiliar a comunidade no combate e na prevenção da doença.

Dormir bem é fundamental para a saúde

08/02/2022

A convite da Liga de Combate ao Câncer de Bento Gonçalves, médico psiquiatra Rodrigo Tramontini destaca importância da qualidade do sono na rotina de hábitos saudáveis

Ter uma vida saudável, tanto psicológica quanto fisicamente, passa pela qualidade do sono que as pessoas têm. Além de ser reparadora, sob o ponto de vista físico, uma noite bem dormida contribui para ter boa saúde e ajuda a evitar, por exemplo, acidentes de trabalho, de trânsito, e o surgimento de doenças graves. Quem alerta é o médico psiquiatra Rodrigo Tramontini, bento-gonçalvense formado em 2015 na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). "O brasileiro, de modo geral, dorme mal, assim como a maioria das pessoas no mundo todo", alerta. É uma situação que se agravou nos últimos anos com o avanço da tecnologia e, principalmente, o uso indiscriminado dos celulares. O consumo de bebidas alcoólicas e produtos com cafeína, alimentação inadequada, tabagismo, necessidade de produzir cada vez mais no trabalho, entre outras situações, também têm efeito negativo e reduzem a qualidade do sono, de acordo com o profissional.

Tramontini explica que ter boa disposição durante o dia, sem sonolência e com concentração para as atividades cotidianas, depende bastante de uma boa noite de descanso. "O sono precisa ser reparador, deve nos proporcionar uma sensação de bem-estar, de vigilância durante o dia. A regulação emocional e cognitiva está muito ligada ao sono. Se a gente dorme bem, tudo fica melhor durante o dia", diz o psiquiatra. Tramontini enfatiza que a questão emocional é preponderante no cotidiano de uma pessoa que, se dormir mal, pode ter alterado, para pior, até o seu estado de humor. Ela pode também ficar deprimida, mais ansiosa, e a longo prazo pode enfrentar inclusive transtornos psiquiátricos, entre eles a depressão.

Noites mal dormidas, de modo frequente, podem constituir fator de risco de várias doenças, especialmente cadiovasculares e câncer. "A privação frequente do sono é muito comum como causa de acidentes de trânsito, entre outros tipos, inclusive os de trabalho". Já as noites bem dormidas podem ser alcançadas com medidas comportamentais (chamadas de higiene do sono) que contribuem para que isso ocorra, como ter uma alimentação leve e saudável à noite, evitar bebidas com álcool, cafeínas, e principalmente se desconectando da tecnologia. "As pessoas, hoje, dormem com o celular ligado, no lado da cama. É preciso se desconectar, uma a duas horas antes de dormir", recomenda.

Priorizar a qualidade do sono é uma das recomendações da campanha de conscientização que a Liga de Combate ao Câncer de Bento Gonçalves vem trabalhando junto à comunidade, orientando a população para a adoção de hábitos de vida saudáveis. "O combate às doenças começa pela prevenção, e a manutenção de bons hábitos é determinante para evitar o aparecimento de muitas enfermidades e até mesmo ajudar o organismo a ter melhores condições de enfrenta-las, quando ocorrerem. Parte do nosso trabalho é lembrar as pessoas sobre a necessidade de cuidar da saúde de forma permanente, de forma ativa e preventiva", orienta a presidente da entidade, Maria Lúcia Gava Severa.

A higiente do sono segundo o médico psiquiatra Rodrigo Tramontini: dicas para dormir bem

- Ter uma refeição leve antes de deitar. Nada pesado, que dificulte a digestão

- Evitar consumo de substâncias ou produtos como o tabaco (fumo) e bebidas alcoólicas.

- Deixar de lado produtos com cafeína, desde o café propriamente dito aos refrigerantes, energéticos e até o chimarrão.

- Evitar ao máximo o uso de medicamentos para "provocar" o sono, a não ser quando há prescrição médica em casos de insônia severa.

- Realizar atividade física de moderada intensidade algumas horas antes de ir dormir.

- Evitar aparelhos que emitam luz, no quarto. Na casa, conforme vai escurecendo, diminuir a intensidade da luz até chegar o momento de ir para cama.

- Manter a temperatura do quarto em um nível agradável, geralmente entre 18 e 20 graus. Se a pessoa achar que é frio, pode usar meias, pijamas, e se cobrir.

- Um bom banho quente ajuda a diminuir a temperatura do corpo, o que favorece a qualidade do sono.

- Ter colchão e travesseiro confortáveis e evitar ruídos no quarto.

- Tratar problemas de saúde que prejudicam o sono, como apneia e ronco.

- Procurar relaxar e esquecer - sempre que possível - dos problemas do cotidiano.

- Desconectar da tecnologia, desligar celulares e evitar televisão e outros meios que provoquem agitação.

Para saber

1 - As crianças e adolescentes estão dormindo mal e muito pouco, principalmente por causa do uso exagerado de tecnologias – televisão, games, redes sociais.

2 - Elas acabam indo muito tarde para a cama e, nos períodos de aulas, têm que acordar muito cedo para frequentarem a escola.

3 – Em razão disso, são prejudicadas as fases inicial e final do sono, quando se dá o sono REM (Rapid Eye Movement, ou movimento rápido dos olhos, em tradução livre) e ocorre a regulação emocional.

4 – A falta do sono adequado resulta, nas crianças e adolecentes, em dificuldades de aprendizado por déficit de atenção, cansaço extremo, além da irritabilidade e problemas comportamentais.