Leia a íntegra desta notícia no site da Liga de Combate ao Câncer de Bento Gonçalves, entidade sem fins lucrativos cuja missão é ajudar e apoiar pessoas com a câncer e auxiliar a comunidade no combate e na prevenção da doença.

Novas formas para exercitar a solidariedade

28/08/2020

Maria Lúcia Gava Severa, presidente da Liga de Combate ao Câncer de Bento Gonçalves

Jantar 'Eles na Cozinha' ganha proposta diferente para manter vínculo com a comunidade

 

A pandemia da covid-19 mudou a forma de as pessoas se relacionarem – obrigando a restringir o contato físico e muitos momentos de convívio, por exemplo. Da mesma forma, exigiu um verdadeiro exercício de reinvenção e renovação em diversos segmentos – inclusive a prática da solidariedade precisou encontrar novos caminhos para chegar a quem precisa. A Liga de Combate ao Câncer de Bento Gonçalves viu-se diante da necessidade de redesenhar aquele que é um de seus mais emblemáticos projetos: o jantar 'Eles na Cozinha'.

Inicialmente programado para ocorrer no dia 29 de agosto deste ano, o evento foi adiado em função da pandemia – sua 21ª edição, em 2019, reuniu cerca de mil pessoas no hall do pavilhão A do Parque de Eventos de Bento Gonçalves. Havia um movimento para realizá-lo em dezembro – mas a avaliação cuidadosa do cenário, e a priorização dos cuidados com a saúde dos voluntários, chefs, equipes de apoio e, claro, convidados, resultou no cancelamento da atividade neste ano – pelo menos no formato tradicional. "Foi uma decisão muito difícil. O 'Eles na Cozinha' é um momento lindo, em que as pessoas demonstram seu carinho para com a causa e pela Liga de Combate ao Câncer de Bento Gonçalves. Para nós, voluntários, é, também, uma ocasião muito representativa, pois nosso trabalho se fortalece na solidariedade, crescemos muito com a transferência de força e energia que ocorre nesse encontro. Porém, as circunstâncias nos impeliram a buscar novas formas de convidar a comunidade a abraçar a causa, de permitir às pessoas estarem conosco. Afinal, podemos estar longe fisicamente, mas distantes, jamais", diz a presidente Maria Lúcia Gava Severa.

 

Engajamento virtual, solidariedade real

Inovando, a Liga de Combate ao Câncer está propondo um novo formato para manter o vínculo com a comunidade nesse período atípico: promover a comenda em uma versão virtual. A Liga de Combate ao Câncer está mobilizando seus parceiros – ou seja, os integrantes das Cozinhas que participam do evento – a manter vivo o ideal do 'Eles na Cozinha'. Funciona assim: cada parceiro prepara um prato com seus amigos e familiares. Então, escreve uma mensagem ou grava um vídeo durante a elaboração da receita, reforçando a relevância da causa solidária que envolve o auxílio à entidade. Esse material vai para as redes sociais, divulgando o evento e criando uma nova rede em torno dele: a teia de Parceiros Solidários Servindo à Vida. "Nossos parceiros continuarão exercendo, dessa forma, o importante papel de intermediários, aproximando a Liga de Combate ao Câncer da comunidade por meio do convite a familiares, amigos, colaboradores", explica Maria Lúcia.

Além de manter viva a proposta de integração do 'Eles na Cozinha', esse movimento também tem o objetivo de angariar contribuições financeiras, que subsidiam o trabalho assistencial oferecido pela Liga de Combate ao Câncer. Por isso, a campanha direciona o público para o site www.juntoscomaliga.com.br. Ali, a comunidade encontra os canais para fazer doações (por meio de boleto bancário, débito no cartão ou transferência bancária).

Outra forma de ajudar é adquirir produtos comercializados por empresas parceiras que estão destinando um percentual sobre a venda desses itens para a entidade: ou seja, quando a pessoa compra determinado item, inscrito na campanha, parte do valor pago será revertido para a Liga de Combate ao Câncer de Bento Gonçalves. "A venda de ingressos para o jantar é, atualmente, a mais representativa entrada de receita para a entidade. Sem a realização da 'Eles na Cozinha' em seu formato tradicional, nos empenhamos em buscar outros modos de interação com a comunidade e, principalmente, de garantir as condições necessárias para manter o trabalho assistencial que oferecemos há tantos anos, beneficiando incontável número de pessoas há mais de quatro décadas. O valor é importante, sem dúvidas, mas o sentimento de estarmos juntos, engajados pela causa, através das redes sociais, é muito maior", aponta Maria Lúcia.

 

Atendimentos em tempo de pandemia

O trabalho assistencial da Liga de Combate ao Câncer também precisou se reinventar por conta das restrições impostas pela pandemia – descobrindo novas formas de atuação para garantir o suporte a quem precisa. Muitos atendimentos têm ocorrido de forma virtual – processos são agilizados pelo whatsapp, especialmente os que envolve consecução de remédios, liberação de exames e repasse de doações. Apenas os trabalhos presenciais, que envolvem os grupos de apoio, foram suspensos – e transferidos, também, para a modalidade virtual. "Nosso trabalho envolve de maneira muito marcante o contato com as pessoas, aquele abraço amigo que tanta diferença faz em momentos de dificuldade. Mesmo que de uma nova maneira, continuamos presentes, estendendo a mão, ainda que virtualmente, a quem precisa", conta Maria Lúcia.

O período de restrição das atividades presenciais também permitiu reformar a estrutura da 'Casa da Liga', que recebe pacientes e familiares que necessitam de hospedagem durante o período de consultas médicas ou realização de procedimentos, como exames e tratamentos.

A Liga de Combate ao Câncer tem, hoje, uma estrutura completa para ajudar quem foi diagnosticado com a doença. A entidade oferece assistência no tratamento e mantém uma valiosa rede de apoio que ajuda os pacientes em tratamento também no aspecto psicológico, fundamental para garantir seu bem-estar e dar forças para batalhar contra o câncer. Informações podem ser obtidas pelo fone (54) 3451.4233, ou pelo celular 9.9182.3167 e também pelo site www.juntoscomaliga.com.br